Pesquisar neste blogue

01/07/2009

Corri os meus braços por ti



Corri os meus braços por ti,
O som da tua presença despertou-me
Atraindo o dom do amor.
Corri para ti como um louco
Procurando encontrar-me no meio de mim.
Olhei o vasto deserto azul,
Que sobre os meus olhos cintilava,
Olhei a cor desses teus braços,
Cantando uma canção que te embalava.
Despertaste-me o olhar
E senti-te entrar em mim,
Depressa parti desse doce sonho
Tentando encontrar-te aqui.
Perdi-te para sempre deste mundo,
Tentei comunicar com teu amor.
E na linguagem do amor,
Comuniquei contigo docemente
Entrando docemente, nesses profundos
Fiordes do sonho.
Ele acordou-te mansamente
Acordou-te desse doce e ledo engano.

Sem comentários: